Quem não tem ídolos?

Postado por em mar 6, 2014 em Blog | 10 Comentários

Quem não tem ídolos?

Capítulo 3 (v. 1-30) 

Idólatras. Talvez essa seja uma das palavras mais proferidas contra determinadas instituições religiosas, por manter certos costumes de oração e adoração a seres que não Jesus Cristo. Afinal, todos sabemos que Jesus é o único digno da nossa honra e glória. Até discutimos sobre esse tema no texto passado, quando Daniel decidiu em seu coração dar toda a honra e glória ao Senhor, em vez de tomá-las para si. A realidade da Igreja (entenda-se por Igreja, com I maiúsculo, a Igreja de Cristo, invisível) é mais dura do que parece. E o Capítulo 3 de Daniel vem nos alertar dessa triste verdade oculta.

Em resumo: Nabucodonosor decidiu erguer uma estátua de ouro, à qual todos deveriam prestar culto e adoração. Assim como nos capítulos anteriores, os filhos de Deus não permitiram se contaminar com qualquer tipo de pecado. Não seria diferente com a idolatria. Por não se curvarem diante da obra do rei, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego (lembra, os amigos de Daniel?) despertaram a fúria de Nabucodonosor, sendo lançados em uma fornalha ardente, cujo fogo estava sete vezes mais forte. Surpreendentemente, um quarto homem, com aspecto “semelhante ao filho dos deuses” (v. 25), surgiu em meio às labaredas. Os três jovens foram resgatados vivos e o milagre foi motivo de louvor e glória a Deus. Tamanho o impacto da situação, que o rei acabou por decretar que “todo povo, nação e língua que disser blasfêmia contra o Deus […] seja despedaçado” (v. 29).

Esse texto pode nos dar uma valiosa lição. Geralmente enxergamos a idolatria como uma atitude em particular: adorar a deuses de estátua, possuir estátuas em casa, etc. Na realidade, esse pecado é muito mais amplo. A idolatria se manifesta no coração, não fora dele. As aparências enganam, e podemos ser mais idólatras que muitos daqueles que julgamos ser. Confuso? Pense naquilo que mais lhe importa. Talvez seja seu carro, sua casa, seu namorado (a), conjuge, amigo, etc. Qualquer coisa pode ser um ídolo em nossas vidas. Um cantor, uma música, um pregador, um pecado. Não há limites para a idolatria, pois ela se manifesta quando deixamos Deus de lado. Se Sadraque, Mesaque e Abede-Nego houvessem se prostrado diante da estátua, jamais experimentariam tamanho milagre. Além disso, através da fidelidade deles, o rei pôde ver mais uma vez a grandeza de Deus, de modo que Seu nome foi, pouco a pouco, sendo honrado diante do povo.

A idolatria não é exclusiva dos “não-crentes”. Temos que perder essa imagem de que somos perfeitos e não-idólatras. Examine seu coração e perceba se ali, no mais profundo do seu ser, não há mais de um trono. Se houver, destitua-os, e permita que o Senhor seja seu único rei. Dessa forma, você vai experimentar milagres inspiradores, que só quem adora ao verdadeiro Criador experimenta.


Confira os outros textos da série sobre Daniel:

Cap. 1 – Daniel: muito mais que a cova de Leões (1)
Cap. 2 – Daniel: muito mais que a cova de Leões (2)
Cap. 4 – Desfaze os teus pecados
Cap. 5 – Santo e Profano
Cap. 6 – Um anjo na cova dos leões
Cap. 7 – Fechando o coração
Cap. 8 – Qual a sua oferta?
Cap. 9 – Aprendendo a Orar
Cap. 10 – Compreender e Humilhar
Cap. 11 e 12 – Daniel sai da cova dos leões

  • Pingback: Pelo Amor de Deus » Daniel: muito mais que a cova de Leões (1)()

  • Paloma Pena

    Ótimo texto Leo.

    Eu costumava idolatrar algumas pessoas, não famosas, mas alguns amigos e familiares, isso me fazia muito mal, (até escrevi sobre isso no meu post sobre expectativas) eu colocava as pessoas lá em cima, criando uma imagem totalmente diferente do que elas eram (como as pessoas fazem com os famosos, que não conhecem e esperam que a pessoa seja perfeitinha) e acabava me decepcionando. Aos poucos Deus foi me mostrando que quanto mais eu idolatrava as pessoas mais isso me fazia mal e acabava me afastando dEle.

    • leocechet

      Bom comentário, Paloma. 🙂 Vamos continuar idolatrando apenas a Deus!

  • Joel Silva

    Ótimo post do blog Leo! Eu acredito que todos nós temos ídolos do coração, nós simplesmente não vê-los, porque estamos muito focados em os pecados de superfície. Todo pecado, tem uma raiz mais profunda, um ídolo de coração que nós colocamos no lugar de Deus. Devemos identificar e se arrepender dos ídolos e crer no evangelho pela fé. Caso contrário, nunca será verdadeiramente transformado pela graça de Deus. Aqui estão alguns ídolos coração: ídolo da aprovação, ídolo de controle, ídolo de reputação, Ídolo de sucesso, ídolo de segurança, ídolo do prazer, ídolo do conhecimento, ídolo de respeito, eo ídolo de reconhecimento.
    Quando eu mentir, às vezes, o pecado nao e só que eu menti. O problema mais profundo é que eu quero ter uma boa reputação, para que eu mentir para encobrir quem eu realmente sou. Eu poderia cometer dez diferentes outros pecados, porque eu idolatrar minha boa reputação. Então eu tenho que deixar o amor ea graça de Jesus quebrar meu ídolo em pedaços e acreditar que eu só deveria se preocupar com o que Deus pensa de mim, e sua palavra me diz que eu estou completamente aceito por ele e feito justo pela fé. Amen. Keep up the good word brother!

    • leocechet

      Obrigadoooo pelo comentário, Joel!! Man, thank you so much! Your Portuguese was a blast! haha. Thanks and let’s keep up the good work. You’re right about the idols. Todos temos ídolos.

  • Pingback: Pelo Amor de Deus » Desfaze os teus pecados()

  • Angela Clotilde

    Excelente texto! Uma das maiores bencaos que como verdadeiros filhos de Deus podemos ter e a transformacao profunda dos nossos coracoes. Precisamos de estar permanentemente sensiveis ao Espirito de Deus, distanciado-nos do pecado. A idolatria, como qualquer outro pecado, entristece e muito a Deus. Ele e o nosso criador e Pai eterno, somente a Ele a nossa adoracao. Uma abraco a todos. Hebreus 13; 20: O Deus da paz, que pelo sangue da alianca eterna trouxe de volta dentre os mortos o nosso Senhor Jesus, o grande Pastor das ovelhas, os aperfecoe em todo o bem para fazer a vontade dEle, e opere em nos o que Lhe e agradavel, mediante Jesus Cristo, a quem seja a gloria para todo sempre. Amen.

  • Juliana Monteiro

    Muito bom! Idolatria é tudo aquilo que eu coloco antes de Deus. Isso me fez lembrar de uma canção que expressa isso. Tanto este capítulo como o 2 me fizeram recordá-la.
    “Clear the Stage” de Jimmy Needham.

    • Jairo Arruda

      Nossa! Que canção Juliana, curti muito vou até pesquisar mais sobre o Jimmy.

      Sobre a idolatria realmente é o que mais devemos ter cuidado em nossas vidas e é o que sempre estamos errando. Ouvindo agora a canção do eterno Keith Green “Obedecer é melhor do que sacrificar” muitas vezes colocamos nossos esforços para fazer algo para Deus como se isso representasse a melhor atitude, Deus se agrada de nossos esforços mas quer ver nosso coração. Muitas vezes nossos esforços tornam-se nossas idolatrias e começamos a realizar apenas no automático e adorando elas e esquecendo que devemos mais é ouvir e obedecer a Deus do que fazer e querer mostrar prédios, construções em nossas vidas.

      Fica a dica de refletir também sobre isso:

      • Juliana Monteiro

        (; essa do Green também é ótima Jairo! Um tapa para os nossos dias!