Daniel sai da cova dos leões

Postado por em jun 26, 2014 em Blog | Um Comentário

Daniel sai da cova dos leões

Capítulos 11 e 12

Este é oficialmente o último texto da série de Daniel. Aos que acompanharam a série, muito obrigado. Espero que Deus tenha falado aos seus corações nesses meses que se passaram. Aprendemos importantes lições que um livro, da perspectiva deste velho jovem escritor, pode trazer. Vamos finalizar essa série com chave de ouro. Decidi reunir os dois últimos capítulos em um só texto, por alguns motivos. O principal deles é que ambos os capítulos são confusos e de diversas interpretações. Assim, achei mais fácil destacar os versículos principais e o contexto que pode ser aplicado a nós, hoje. Mas, primeiro…

Antes de mais nada, vamos dar uma revisada no que aprendemos até agora:

Cap. 1 – Daniel: muito mais que a cova de Leões (1): Aprendemos a ser fiéis a Deus. A não nos contaminarmos com o mundo.
Cap. 2 – Daniel: muito mais que a cova de Leões (2): Aprendemos a dar a devida honra e glória a Deus, sem assentar o orgulho em nosso coração.
Cap. 3 – Quem não tem ídolos?: Aprendemos que inúmeras vezes teremos ídolos em nossas vidas, mas que o único que deve ser idolatrado e adorado é Deus.
Cap. 4 – Desfaze os teus pecados: O pecado é o que precede a morte. Aprendemos a desfazer nossos pecados, rendendo nossas vidas a Jesus.
Cap. 5 – Santo e Profano: Mais uma vez aprendemos sobre a idolatria e sobre manter a ordem com o que é santo.
Cap. 6 – Um anjo na cova dos leões: Esse capítulo mostra a fidelidade de Deus para os que O amam. Relata o milagre realizado por Deus com Daniel.
Cap. 7 – Fechando o coração: Aprendemos a guardar nossos sonhos e orações no nosso próprio coração. Guardar o coração é a premissa para uma vida com Deus.
Cap. 8 – Qual a sua oferta?:  Aprendemos a ofertar o melhor que temos ao Senhor.
Cap. 9 – Aprendendo a Orar: Deus se agrada com a oração do justo. Ela deve ser feita em acordo com a Sua vontade.
Cap. 10 – Compreender e Humilhar: Mais uma vez, aprendemos a nos humilhar diante de Deus para que Ele cumpra Sua vontade em nós.

Se organizarmos as ideias do que foi visto, é possível traçar uma linha lógica, pois os temas principais se repetem muito: Deus quer nossa fidelidade. Se não nos contaminarmos com o mundo, seremos fiéis a Ele e Ele a nós. Dessa forma, Lhe daremos a devida honra e glória, desfazendo nossos pecados e não erguendo altares de idolatria e orgulho em nossos corações. Para tal, precisamos guardar nossos corações e ofertar o melhor que temos. Se assim o fizermos, estaremos de acordo com Sua vontade e nossas orações serão ouvidas, pois estaremos nos humilhando e rendendo a devida súplica a Deus.

Não é fantástico?

No capítulo 11, há a profecia de dois reinos: do sul e do norte. O contexto é complicado e a profecia tem sido interpretada das mais diferentes formas. No entanto, no Capítulo 12, há uma conclusão maravilhosa para o livro inteiro. O primeiro versículo já inicia com uma declaração maravilhosa:

E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro. Daniel 12.1 (ACR, grifo meu)

Independentemente de quem seja Miguel no contexto da profecia, esse versículo declara abertamente que naquele tempo, todo aquele que for achado escrito no livro será livrado! Em seguida, no versículo 3, temos a seguinte declaração:

Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente. Daniel 12.3 (ACR)

Nesse versículo, a profecia afirma que aqueles que ensinam a justiça resplandecerão como as estrelas, sempre e eternamente. Ou seja, a profecia já aponta para Cristo e a salvação eterna, milhares de anos antes de isso acontecer! Deus já estava preparando Seu povo para o que estava por vir. No versículo 10, mais uma declaração:

Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão. Daniel 12:10 (ACR)

Nessa passagem, mais uma vez profetizando acerca do futuro, é relatada uma realidade que nós, Cristãos modernos, conhecemos bem. No Novo Testamento, Cristãos foram purificados, embranquecidos e provados. Isso ocorre até hoje. Somos constantemente provados e purificados, até que nos tornemos perfeitos com Jesus. E muitos daqueles que estão ao nosso redor não entendem os motivos que nos levam a crer em um Deus invisível.

Os 12 capítulos de Daniel são muito edificantes. Nesse último, temos a nossa esperança renovada. Nossa fé é provada, nossa fidelidade e amor também. Um Deus invisível é loucura para o homem, mas sabedoria para nós, os que cremos. Agradeça a Deus por ter salvo sua alma e seja fiel a Ele. Os dias estão difíceis e até as coisas mínimas nos afastam dEle. Vamos lá, pessoal. Vamos aprender com esse rapaz, que tanta história teve para nos contar. Quem sabe, um dia, Deus dirá a nós o mesmo que disse a ele:

Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias. Daniel 12:13 (ACR)