#PADD076: Dança na igreja

Postado por em abr 29, 2016 em Podcast | 18 Comentários

#PADD076: Dança na igreja

Tá no ar! No dia mundial da dança, EddieTheDrummer recebe os convidados Josisley Souza (Diário de Bordo e Toque 2) e Thiago Ibrahim (No Barquinho) para falar sobre a dança na igreja.

Deixe seu feedback nos comentários. É muito importante para nós!

Dê o play!

Reproduzir

Para ouvir, clique no player acima ou clique em Download para baixar (caso não inicie o download, clique com o botão direito e clique em “Salvar link como”). Você também pode escutar em uma janela 😉


Neste episódio:

Saiba se a dança é importante para o culto/celebração.
Conheça o que a Bíblia fala sobre a dança como louvor.
Descubra se a dança pode edificar. Ou não.


LINQUINUPOUST!

#PADD022: A Mentira e o Cristão
#PADD067: Simbologia do Natal
Música Novena, de James Swearingen
Diário de Bordo #044 – Aquele Sobre Coisas Que Aprendi Com PodCast
No Barquinho 24 – Mudanças
Podcast 2 em 1 #74 – Culto


Área de Feedbacks

Participações do Daniel Clós no podcast PADD.
#PADD040: Expressões corporais do Cristão
#PADD063: As Cinco Solas
#PADD075: O desenho no Reino

PADD Indica!

Resistência Podcast 20 – O silêncio de Deus


Assine o Feed do nosso podcast!

RSS Podcast Pelo Amor de Deus (http://www.peloamordedeus.org.br/feed/podcast/)
Assine no iTunes (http://www.peloamordedeus.org.br/itunes/)
Estamos também no YouTuner, Podflix, Podfy e GoCastr, além de outros agregadores.


Acompanhe nas rede sociais!

Facebook – https://facebook.com/OficialPADD
Twitter – Siga @_padd


Créditos da trilha sonora:


  • Fala galera….

    a igreja que participo tem dança nos dois cultos de domingo, e as vezes, o ministro de louvor ainda, tentando ser animadão, ahhaha, pede pra toda a igreja fazer alguns gestos iguais…
    eu confesso que nem olho para quem está dançando ou o que está dançando, consigo ignorar totalmente.
    acho legal ter um ministério de dança, mas algo que vá além das quatro paredes da igreja, pode ser feito um curso de dança numa comunidade carente, e evangelizar, pode ser usado algo nas ruas, basta a galera pensar um pouco fora da caixa…

    acho que é isso
    um abraço… 😀

    • Muito obrigado pelo teu feedback Abner! Sempre presente =D
      Acredito que esse é o pensamento, o importante é pensar no bem de todos.

      Abraço

  • Leo

    Primeiramente parabéns pelo episodio.

    No caso da igreja em que eu frequentava, a dança alem da ser apenas um “atração”, ela servia para atrair jovens para igreja, acontecia ensaios pelos menos duas vezes por semana e no domingo a dança aparecia no culto. Concordo com a maioria de vocês que no culto ela não faz diferença ou pode até atrapalhar em alguns casos.

    Um abraço!

    • Obrigado pelo feedback Leo. Interessante essa estratégia, pois a dança acabava até mesmo sendo algo social.

      Abraço

  • Muito obrigado pelo feedback Thais! Também curto quando tem divergência sem baixar o nível hehehe

    Abraço

  • Welber Martins

    Hoje sou Presbiteriano e por consequência concordo com Thiago. Só que gostaria de ver a dança, usada fora da igreja, como outras artes, como elemento evangelistico . Temos ampla cultura de meios de evangelização. O que penso é que outras culturas como a africana expressões culturais são essenciais para o culto e ñ podem ser arrancadas deles pelos missionários que ñ estão ali para mudar a cultura. Mas concordo com Thiago o Brasil já devia ser maduro o suficiente para entender que dança ñ é elemento de culto. Essa invasão da dança é uma achismo de muitas lideranças de achar q o evangelho precisa de algo a mais para ser transmitido.

    • Muito obrigado pelo feedback Welber! Também penso nessa questão da cultura, desde que não vá contra o evangelho, claro.

      Abraço

  • Vinicius Augusto da Silva

    Olá pessoal do PADD! Resolvi sair do anonimato kkk. Já ouvi vários episódios, sou assinante do feed, mas não sou muito de comentar. Porém hoje estou duplamente motivado.

    Em primeiro lugar, devo dizer: Muito bom episódio. Uma abordagem leve de um assunto complicado. Eu me alinho mais com o posicionamento do Ed e do Thiago, mas deve-se levar em conta a questão cultural muito bem lembrada pelo Josisley. Eu faço parte do grupo que nunca foi edificado ao ver uma apresentação de dança, exatamente pela subjetividade do que cada gesto representa. Acho importante nos lembrarmos do que significa o culto. Cultuar a quem? Quem é o centro do culto? Eu ou Deus? Se sou eu, então vale tudo o que me agrada. Com certeza, um culto agradável a mim teria porções de batatinha frita sendo servida entre as músicas e antes da Palavra. Porém, se o culto é para Deus, tenho que saber o que O agrada. Nem sempre o que me agrada pode fazer parte de um culto para Deus. Obvio que usei um exemplo meio extremo pra diferenciar o que me agrada e o que agrada a Deus, porém, temos na bíblia um exemplo que creio ser mais válido: Caim e Abel. Cada um ofereceu algo a Deus. Ambos eram sacrifícios, porém, Deus só recebeu o de Abel. Isso nos mostra que não é porque estamos oferecendo, que Deus está recebendo. Apesar disso, quero me manter no clima leve do episódio e dizer que não acho a dança algo errado, mas algo que é inapropriado para o culto. Respeito muito quem pensa diferente, claro, mas esta é minha posição.

    Em segundo lugar, gostaria de fazer um jabá do meu site, com a permissão da direção do PADD, claro rsrs (SUPERCRENTES.COM).. Estamos com 3 projetos de podcasts. 2 já lançados e um que sairá em alguns dias. Não são podcasts estilos bate-papo, (formato que é mais conhecido), mas são: um em estilo dramatizado, outro em estilo de rádio com notícias e personagens bizarros, e o terceiro(que está para sair), em formato de narrativa, contando a história da igreja. Quem quiser conferir: http://supercrentes.com/

    Mais uma vez, parabéns pelo site, pelo podcast, pelo assunto e pela forma como o mesmo foi tratado. Abraços!!!

    • Fala Vinicius! Muito obrigado pelo feedback! Também entendo dessa forma. Até mesmo com o louvor as vezes perde-se o foco em que deve-se cultuar.
      Pó de chá que vai ter jabá. Aqui não fazemos cerimonias 😉

      Abraço

      • Vini Super Silva

        Você disse uma grande verdade… O louvor sem propósito perde o foco e por consequência sua relevância. Nós, que fazemos parte do grupo de louvor, também devemos vigiar sobre isso..

  • Amanda C

    Gente, gostei bastante do papo de vocês! Aqui quem fala é alguém que cresceu dentro do grupo de dança, frequentadora assídua de ensaios, festivais, congressos de artes etc.

    Nesses 12 anos vi trabalhos maravilhosos como também coisas horrorosas – tecnicamente, espiritualmente e/ou moralmente falando.

    Entendo a dança como uma ferramenta de evangelização, ensino, adoração e restauração.

    Sempre dancei no culto. Tenho que confessar que em alguns cultos eu realmente me via dentro de um propósito maior, já em outros nem tanto.

    Vocês poderiam chamar alguém de dentro da dança, e que tem mostrado frutos, para um bate-papo. Indico o pessoal da Cia Tribus, o líder Gustavo Rolim, ou alguém do companhia.

    Parabéns pela iniciativa!

    • Muito obrigado pelo feedback Amanda! Bom ter comentários com o lado de quem está na dança. Isso que tu comentou pode acontecer até mesmo no ministério de louvor. Se as pessoas não entendem o propósito, perde-se o sentido.

      Abraço

  • Ótimo papo. Concordo quando o uso da dança tenha como uma finalidade pontual de uma apresentação e não rotina. É de constranger o fato de muitas vezes a dança já estar incorporada a rotina ao ponto de acontecer o que foi relatado, de pessoas despreparadas, jogando panos em cima do público e coisas do tipo. Mas não podemos descartar os recortes culturais, onde a dança de fato comunica. Abraço pessoal!

    • Muito obrigado pelo teu feedback Denys. Respeito é sempre importante. 🙂

      Abraço

  • Lourival Gonçalves

    Sobre os posicionamentos de ambos os lados gostei muito da consideração das opiniões que eles tiveram.Muito bom mesmo.

    • E ninguém morreu nessa peleia hahaha Obrigado pelo feedback brother!
      Abraço