Vive em mim

Postado por em nov 1, 2015 em Blog | Sem Comentários

Vive em mim

Olá pessoas! Tudo certinho?!

Ultimamente estava compartilhando com vocês sobre momentos delicados em minha vida, onde eu via com toda a clareza o poder de Deus moldando meu caráter. Sabe aqueles momentos em que Ele se mostra de uma forma tão plena, simples e grandiosa?

Percebi nesse momento de desespero e tristeza, onde as lágrimas caíam a todo momento, que Deus estava fazendo o que eu tinha pedido inúmeras vezes: “Deus, me quebre e me refaça!”.

Hoje ainda está me caindo a ficha disso, afinal Deus nunca disse que seria tranquilo, que seria fácil, bem pelo contrário: me mostrava cada dia mais que minhas vontades tinham que morrer, pra que Ele pudesse viver no meu lugar.

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” – Gálatas 2:20 (NVI)

Ele me entregou sua incrível vida, para que a minha vida fosse incrivelmente vivida por Ele!

As cordas das nossas vidas devem ser afinadas conforme o seu gosto, somente assim a melodia que sair de nós será um canto de louvor a Ele. Cada corda de violão que é afinada, é apertada milimetricamente para que com todas as cordas afinadas ressoe um som suave e perfeito, sendo assim agradável ao músico. Isso não significa que cordas não irão estourar, e assim necessitem ser trocadas. Isso sem dúvida alguma irá acontecer. Não significa que será facil sair do comodismo da desafinação, significa que Ele sabe como tocar nossa vida, sabe quais cordas são boas para nós, sabe qual música tocar, sabe onde guardar, pois Ele nos ama, e se nos entregamos a Ele, ele vive em nós e por nós.E isto é tudo pessoal!

Abraço de Urso!

Sobre Ariel Zimermann

Uma criança crescida, que acha motivo pra rir, até quando é pra chorar. Conheci a Cristo com meus 15 anos, sou Gaúcho, Estudante de Engenharia Elétrica, que encontra na música uma forma de mostrar a grandeza de um Deus infinito. Aquele que senta na rua e fica olhando as estrelas por horas, conversando com Deus, tomando café no meio da rua. Sou direto, até demais, pois sinto que as pessoas devem ouvir o que elas precisam ouvir, e não o que elas querem ouvir.