Trabalho Final

Postado por em jul 24, 2014 em Blog | 2 Comentários

Trabalho Final

Sabe, talvez nossa relação com Deus seja muito próxima a uma banca de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Nós somos os professores e Deus é o apresentador. Não que sejamos de algum modo superiores a Ele; esqueça a questão hierárquica aqui.

Deus escreveu um texto longo, uma monografia, e deixou Seu parecer para nós. Ele fez todo o trabalho, criou o mundo, o ser humano, fez todos os seres vivos, abriu o mar e enviou Seu filho. E relatou tudo nesse volume, tim-tim por tim-tim. Porém, alguns detalhes Ele deixou para a apresentação final.

Nós, como bons professores de banca, lemos Seu texto, na expectativa de entender os caminhos que o trabalho trilhou. Em alguns pontos, não ficou claro o que foi feito. Em alguns tantos outros, tudo foi explicitamente mencionado. Mas é claro, o papel é nosso de ler, reler e entender. Podemos nos comportar como alguns daqueles professores que desistem da leitura no meio ou dão uma olhada superficial no texto, pela falta de tempo ou vontade.

Durante esse processo, o apresentador está se preparando para o grande dia, em que todos estarão diante dele para fazer as devidas perguntas. E nesse dia, os professores estarão curiosos para saber o porquê de alguns acontecimentos. Terão apontamentos, críticas, elogios. Mas ninguém sabe melhor do trabalho que o próprio criador.

Esse dia vai chegar. Estaremos diante dEle e talvez teremos a oportunidade de fazer perguntas. Diferentemente de uma banca de TCC, nesse dia estaremos tão maravilhados que sequer ousaremos fazer as acusações que comumente fazemos no nosso dia-a-dia. O Grande Dia vai chegar. Leia bem a monografia que Deus deixou, pois quanto mais preparado você estiver, mais poderá absorver do Seu conhecimento e amor.

  • Didi Cechet

    Caraca. Muito bom, nano. Ficou demais essa analogia. Caiu direto em mim, porque, realmente, tenho questionado muito sobre essa “monografia” ultimamente.

    Haha, imaginei Cristo usando um laser e um notebook pra fazer a apresentação final num retroprojetor. Puxa vida. E agora, imagina Ele usando os céus, a terra e o universo ao invés de um simples datashow.

    Todos nós olhando pra Ele, e só ouvindo. Fecha bem com esse texto:

    “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.” (Apocalipse 1:7)

    E quando ele for se apresentar pra “banca”:

    “Olá, ‘Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso'” (Apocalipse 1:8)

    • Leo Cechet

      Valeu Didi! Obrigado pelo comentário! Imagino mesmo esse dia! Beijos 🙂