Todos temos o mesmo valor

Postado por em jun 3, 2015 em Blog | Sem Comentários

Todos temos o mesmo valor

E aí! Beleza?

Bom, essa semana vou falar um pouco sobre um texto que me chamou a atenção. O texto é o seguinte:

Meus irmãos, como crentes em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não façam diferença entre as pessoas, tratando-as com favoritismo. Suponham que na reunião de vocês entre um homem com anel de ouro e roupas finas, e também entre um homem pobre com roupas velhas e sujas. Se vocês derem atenção especial ao homem que está vestido com roupas finas e disserem: “Aqui está um lugar apropriado para o senhor”, mas disserem ao pobre: “Você, fique de pé ali”, ou: “Sente-se no chão, junto ao estrado onde ponho os meus pés”, não estarão fazendo discriminação, fazendo julgamentos com critérios errados?” – Tiago 2:1-4 (NVI)

Bom, esse texto me chamou muito a atenção porque comecei a pensar nas inúmeras vezes que tratei uma pessoa tão bem e simplesmente não dei atenção alguma para outra pessoa, que talvez estivesse passando por um problema que eu poderia ter ajudado e não fiz nada.

Muitas vezes já tratei pessoas da maneira errada porque julgava a aparência, a maneira com que elas se comportavam, etc. Não que ache  errado que eu tenha mais intimidade com algumas pessoas e com outras menos, mas eu erro quando trato uma pessoa diferente da outra.

Uma coisa que eu percebi é que nós temos muita facilidade em tratar bem aquelas pessoas que podem nos retribuir com algo, e não tratamos da mesma maneira aquela pessoa que não pode nos dar nada em troca. Será que não estamos nos envolvendo e nos aproximando das pessoas por interesse?

Vejam só! Jesus andava com os pobres, prostitutas, cobradores de impostos, e o que Ele queria? Falar do Reino de Deus. Quantas pessoas estão no nosso meio querendo ouvir do Reino de Deus e nós não falamos nem damos atenção para elas, por elas serem chatas, feias ou irritantes? Quantas vezes mantemos distância das pessoas porque julgamos elas pela aparência?! Eu confesso que muitas vezes cometi esse erro, e hoje percebo o quanto estava errado.

Com tudo isso, aprendi que não devo tratar ninguém melhor do que ninguém, porque para Deus, todos somos iguais, todos somos pecadores. Que possamos nos tratarmos com igualdade, e acima de tudo, que a gente trate da devida maneira, e dê atenção às pessoas que realmente precisam.

Sobre Roger Eduardo dos Santos

Estudante do curso de Engenharia Mecânica, 19 anos, trabalha na empresa Todeschini. A um ano e meio teve a oportunidade de conhecer Jesus, desde então tenta seguir uma vida parecida com a que Ele teve, sempre focado nas coisas do reino de Deus. Espera através de seu testemunho poder apresentar Jesus para as outras pessoas!