Rascunhos sobre Jó

Postado por em dez 15, 2015 em Blog | Sem Comentários

Rascunhos sobre Jó

Estava conversando com um homem sobre a vida.

O destino, esse maluco destino que dá tantas voltas e nem sempre nos deixa ficar.

E esse homem sofreu tudo o que poderia suportar!

Ele perdeu a casa e também o lar.

Perdeu a saúde e viu com os próprios olhos a lepra chegar.

Sentada de frente para ele, não entendia o motivo de tanta fé.

O olhava atentamente e, sem conseguir decifrá-lo, me calei.

Foi quando ouvi de seus lábios:

“Porque há esperança para a árvore que, se for cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus renovos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e morrer o seu tronco no pó, ao cheiro das águas, brotará e dará ramos como a planta.” – Jó 14:7-9

O homem era Jó, e o vi à luz daquela que é lâmpada para os meus pés.

Agora, todas as vezes que não entendo tantos “talvez” que a vida me dá, lembro que Jó acreditou na Certeza de que o amanhã iria chegar.

Me lembro de como meu coração foi cuidado por Ele incessantemente, dia e noite, minuto a minuto, sem descansar.

Me lembro que Ele sempre foi dono dos meus poemas e continua a rabiscar.

Desenhar.

Apagar.

Soprar o ar.

Ele continua me fazendo rimar com “ar” porque Ele é o ar!

O Sol ainda não apareceu.

Mas vai!

O dia ainda não amanheceu.

Mas vai!

E como Jó, eu vou esperar.

Sobre Andressa Rosa

Se fosse definir uma menina cheia de sonhos, louca por Jesus e pelo poder que está no nome dEle... Se fosse definir a filha, a estudante de comunicação social, a atriz de alma e formação, que tem seu casamento planejado desde os 7 anos de idade... Se fosse definir o mundo dos "talvez" e das certezas, uma pequena biografia não seria o bastante. Então me chame de Dede. E vem conversar comigo!