#PADD110: A liberdade da Graça

Postado por em ago 18, 2017 em Podcast | 15 Comentários

#PADD110: A liberdade da Graça

Tá no ar! No episódio de hoje, EddieTheDrummer recebe os convidados Chico Gabriel (À Deriva) e Rodrigo Oliveira (Resistência Podcast) para falar sobre a liberdade que recebemos através da Graça de Deus.

Deixe seu feedback nos comentários. É muito importante para nós!

Dê o play!

Para ouvir, clique no player acima ou clique em Download para baixar (caso não inicie o download, clique com o botão direito e clique em “Salvar link como”). Você também pode escutar em uma janela 😉


Neste episódio:

Saiba o que é ser escravo do pecado.
Conheça o conceito de escravo na Bíblia.
Descubra o que é ser livre do pecado e servo de Deus.


LINQUINUPOUST!

#PADD034: Suicídio e a Bíblia


Área de Feedbacks

PADD Indica!

Sobre Vigília 01 – Igrejas Saudáveis


Assine o Feed do nosso podcast!

RSS Podcast Pelo Amor de Deus (http://www.peloamordedeus.org.br/feed/podcast/)
Assine no iTunes (http://www.peloamordedeus.org.br/itunes/)
Estamos também no YouTuner, NarradorCast, Podflix e GoCastr, além de outros agregadores.


Acompanhe nas rede sociais!

Facebook – https://facebook.com/OficialPADD
Twitter – Siga @_padd


Créditos da trilha sonora:


  • Fui liberto pra comentar aqui no PADD!

  • Israel Schimitz

    Aos 18 min.
    Gotta Serve Somebody – Bob Dylan
    Parabéns pelo podcast.

  • Que a gente usufrua da liberdade que Cristo nos deu para não pecar, para servir de coração, para amar ao necessitado, para perdoar e etc. Jamais para fazer qualquer coisa que desagrade o Pai e que seja contrário ao fluxo de vida que Ele projetou para nós.
    Prazer participar com vocês desse cast!
    Deus os abençoe.

    Rodrigo Oliveira – Resistência Podcast

  • Ótimo feedback Denys! Creio que a palavra é o equilíbrio. É importante “pesarmos” as consequências de nossas ações, não só pelo amor ao próximo, mas principalmente pelo amor a Deus.
    Muito obrigado!
    Abraço.

  • Lourival Gonçalves

    No livro Jesus Copy fala um pouco sobre a noção de Gratidão.As vezes ficamos agitados quanto aos nossos erros e até fazemos promessas que não iremos mais errar,mas acabamos falhando.Isso porque deixamos a gratidão de lado.Uma vez compreendendo o sacrifício de Cristo,diante do pecado, teremos em mente a gratidão e por isso não cometeremos tais erros.Não se trata de medo ou esforço próprio para escaparmos do pecado,mas o reconhecimento de Sua morte.
    Queria deixar uma dica de louvor que conheci essa semana,embora conheça o cantor.Parabéns pelo belo podcast.Segue o link:

    • Muito obrigado pelo feedback Lourival!
      É isso ai, precisamos de uma entrega total, mas sem querer voltar a atrás, que é o que acontece muitas vezes :/
      Ótima música =D

      Abraço

      • Lourival Gonçalves

        Atrasado mais comentei.kkk

  • Que episódio sensacional!!!!
    Parabéns!

    Demorei para responder pois estava de férias! Mas agora voltei!!

  • Daniel de Oliveira

    Fala Eddie. Parabéns pelo programa. O pecado original sempre será o calcanhar de Aquiles da humanidade. Se não compreendemos nossa herança espiritual em Adão que gerou em nós uma natureza carnal/pecaminosa, nunca nos incomodaremos com nosso estado. Todavia, penso que o maior pecado da humanidade, é que diante da revelação Divina de que nascemos maculados na nossa natureza, muitos homens cientes desta desgraça humana, escolhem permanecer nesse estado, e essa escolha nos torno um tanto mais repulsivos diante de Deus. Penso sempre em Caim e em Davi. Caim caiu em seu semblante e internamente começou a crescer o desejo homicida contra seu irmão, ele mesmo advertido por Deus do perigo, e do seu dever de se opor ao pecado, conscientemente arquitetou o plano e o executou. Caim não fez caso da advertência e decidiu dar vazão a sua natureza, ao invés de buscar em Deus a direção de seus passos. O contraste que faço entre em Caim e Davi, é que apesar de ambos terem dado vazão ao pecado de modo extremos e repugnantes, somente um lamenta o estado lastimável em que chegou. Caim não se arrepende de seu pecado e ainda considera Deus injusto em sua punição. Davi confrontado por Deus na pessoa do profeta Natã, percebeu sua realidade, e interessante que no Salmo 51, ele mesmo consciente da origem do pecado como herança de seus pais, não faz disso uma desculpa, pois ele também sabe que Deus sempre se dispôs em tornar o homem conhecedor e praticante da verdade, justiça e sabedoria divina. Davi clama com fé por restauração e mudança. Caim protesta e segue seu caminho de falsa independência. Assim, nesses dois caminhos tem seguido a humanidade. Através de Deus se torna consciente da sua realidade e busca a salvação ou segue no seu pecado doa a quem doer. Já falei demais. Ed, que Deus continue abençoando esse projeto como aproximação da Cruz do Calvário. Abraços!!!!!

    • Muito bom! Davi mesmo quase que “amaldiçoa” sua própria vida em virtude de perceber a besteira que fez.
      Muito obrigado pelo feedback!
      Abraço.