#PADD047: Calma, depois piora

Postado por em mar 20, 2015 em Podcast | 17 Comentários

PADD047: Calma, depois piora

Tá no ar! No episódio 47 do podcast do Pelo Amor de Deus EddieTheDrummer e Marlon Vieira (da nossa equipe de design!) recebem os convidados Abner Melanias (Achando Graça) e Ivandro Menezes (OsCabraCast) para falar sobre política!

Deixe seu feedback nos comentários. É muito importante para nós!

Dê o play!

Reproduzir

Para ouvir, clique no player acima ou clique em Download para baixar (caso não inicie o download, clique com o botão direito e clique em “Salvar link como”). Você também pode escutar em uma janela 😉


Neste episódio:

Entenda a atual situação política do país.
Saiba o papel do cristão na política.
Conheça o cenário utópico que tem chances de ser realidade em um futuro próximo.


Links comentados:

Política segundo a Bíblia – Wayne Grudem
Podcast NBW
Achando Graça #37 Direita ou Esquerda
OsCabraCast #14 A culpa é das estrelas?

Mais podcasts sobre política:
NoBarquinho 70 – Política para leigos
AToca #12 – Política e igreja
À Deriva #16 – Renúncia de cidadania (Reflexão)


Área de Feedbacks

PADD Indica!

TeologiaDeBoteco #001 – O dia das mulheres e o evangelho


Assine o Feed do nosso podcast!

RSS Podcast Pelo Amor de Deus (http://www.peloamordedeus.org.br/feed/podcast/)
Assine no iTunes (http://www.peloamordedeus.org.br/itunes/)
Estamos também no YouTuner, Podflix e Podfy


Acompanhe nas rede sociais!

Facebook – https://facebook.com/OficialPADD
Twitter – Siga @_padd


  • Os que escutaram este podcast ouviram do Ipiranga as margens plácidas, de um povo heroico o brado retumbante e o sol da Liberdade, em raios fúlgidos, brilhou no céu da Pátria nesse instante. Assim como Eddie não sou expert em política, e tenho que aprender muito. Mas é só usar a lógica. Se você tem tanta vontade de tirar alguém do governo deve ser porque você está com uma vontade muito maior de colocar alguém melhor lá, para isso você tem que ter muita confiança que você e a maioria do país vão escolher este alguém melhor e pensar em longo prazo se este não vai se corromper e mesmo se não corromper-se, vai ter força para influenciar o sistema corrupto? Não falo que se tem que fechar os olhos para a corrupção do mundo e só focar em mudar você mesmo, mas para consertar as duas coisas. O mundo é muito grande, e você não é Golias, então dá para você transformar você mesmo e assim transformar o mundo, se muita gente fizer isso: “urru O/”, se só você, já é melhor que nada.

    • Exatamente Felipe Fraga! Tem uma frase que gosto de usar: “Quando eu mudo, o mundo muda.”. Mas como tu disse, não podemos ficar “sentados” esperando, temos que fazer com que o mundo perceba a mudança. Esconder nossa mudança não vai influenciar ninguém 😛

      Abraço e obrigado pelo feedback.

    • Marlon Vieira

      O Golias está se formando. Após a gravação desse podcast muita coisa aconteceu e como pudemos ver as ruas foram tomadas. Eu ainda tenho esperança de que a frase “Mude o mundo, comece por você !” surta algum efeito como foi discutido para a solução do jeitinho brasileiro e a corrupção para nosso país, mas o cenário está partindo para um lado fora de mão

      Que Deus proteja nossa nação !

  • Muito bom o episódio. Creio que mais que uma mudança no governo precisamos de uma mudança na nação. As mesmas pessoas que reclamam da corrupção usam internet via gato, TV à gato, compram DVD pirata, furam sinal vermelho, estacionam em vaga especial, não dão a vez no trânsito, não dão nota fiscal, fingem que trabalham, fingem que remuneram justamente seus funcionários e por aí vai. Outro dia uma colega de trabalho falou algo que achei interessante: ela disse que “o Brasil precisa parar, parar tudo, serviços, comunicação, comércio, escolas, hospitais, trânsito, tudo! Ficar tudo parado, por um tempo, e aí começar a caminhar, um passo de cada vez, com novos velhos valores que foram esquecidos ao longo da história”. Grande abraço.

    • “Para, para, para tudo!” KLEBER, João.

    • Falou tudo Luis! Só não sei se o esquema de parar e começar de novo funcionaria. Já pensou o poder que teria o “mentor” dessa “nova nação”?

      Abraço e obrigado pelo feedback!

    • Marlon Vieira

      “Devolva aos índios !” – diriam alguns amigos hahaha Que comece por nós a mudança que tanto queremos.

  • Paulo Amorim

    Sério mesmo que as privatizações no período FHC criaram a estrutura que deram origem a corrupção da Petrobrás?
    Não seria o contrário, caso houvesse privatizado a Petrobras, hoje ela não estaria no olho do furação, como acontece com a Vale, por exemplo?

    • E ai galera (@abnermelanias:disqus @ivandromenezes:disqus), temos uma pergunta!

      Obrigado pelo comentário Paulo 😉

    • @disqus_Uyu4y7LrLg:disqus
      Só vi o comentário agora… Não lembro de ter ouvido essa afirmação (nem mesmo se fui eu, acho que não…rs), mas acho que sua provocação na segunda sentença é perfeita.
      VAleu!

  • O Eddie com esse papo de humilde dizendo que não é expert, mas foi um cast com um papo bem lá em cima. Gostei do pessimismo do Abner. A realidade que todos nós estamos sentindo esse down no nosso poder de compra. Abril vem aí com mais gente na rua. Vamos ver como o governo consegue se sair dessa. Se respirar, bom pro país. E quero dizer parabéns pra qualidade de áudio e edição que neste episódio está uma beleza. Todos os áudios cristalinos. Porrada total.

    • Cara, me senti pequeno perto desses gigantes heheeh Não estou acostumado a falar sobre isso.
      Sobre o áudio, pedi pro Ivandro e Abner gravar os deles (o Marlon não manja dos paranauês podcastais). Edição em quatro canais 😛 A trilha é mérito do Dandy, nosso sonoplasta e finalizador!

      Obrigado pelo feedback brother!
      Abraço

    • Marlon Vieira

      Não somente no poder de compra Denys. Cresci na época (Lula) em que meus pais diziam ser a melhor para se arrumar um emprego. E tinham razão, pois tivemos os menores índices de desemprego da história. Confesso que nunca vi tantos conhecidos desempregados como atualmente. A história está longe de acabar e como disse em Abril tem mais.

      O Ano só começou.

  • Rodrigo Camargo

    Fala pessoal! Gostei bastante deste episódio, e achei interessante como o Ivandro, principalmente, ponderou as suas falas. Mas vamos lá! Quanto ao fato de os protestos estarem focando na Dilma e no PT, é mais do que natural, pois já estão há doze anos no poder, e esta senhora foi inclusive (por sete anos) presidente do conselho administrativo da Petrobras. Mas quando são indagados quanto aos desvios ocorridos, a resposta é sempre a mesma, que “não sabiam” – o que, no mínimo, denotaria pura e total incompetência -, fora o engodo que tentam aplicar no povo, substituindo a palavra corrupção pela expressão “mal feito”. Isto é de se sentir ultrajado! Quanto aos protestos, não creio que resultará em um impitimam, e obviamente não acabará com a corrupção no meio político; mas não pode ser por isto – ou porque primeiro deve-se olhar para a prefeitura, ou o povo (ao menos uma parcela significativa) é corrupto – que deixaremos de tomar parte no mesmo, pois é muito importante que este bando que ocupa as esferas do poder (independentemente do partido) sintam o bafo da população pegar forte no cangote! Agora este pessoal da bancada evangélica, parece que um é mais boçal que o outro… Pelo amor de Deus! 🙂 Abraço!

    • Muito obrigado pelo teu feedback Rodrigo! Boas considerações. Eu, sinceramente, não sei mais o que esperar. Só posso esperar mesmo que algo aconteça. Algo vai acontecer. Isso é certo heheeh
      Quanto a bancada evangélica, também não consigo entender ehehehe

      Abraço

    • Marlon Vieira

      Boa Rodrigo,

      Entendo sua visão, mas a crítica creio que foi para afastar a hipocrisia de ir protestar nas ruas para o impeachment da Dilma, quando você é corrupto, aos pessoas ao seu redor são corruptas, seu prefeito é corrupto… – continua – e não fazemos nada a respeito. Mas sim são 12 anos no governo, precisamos ouvir mais verdades e mais um discurso marqueteiro.

      Enquanto a bancada evangélica, temos de pedir para eles usarem menos o Facebook e se preocupar com o que a população realmente necessita.

      Valeu pelo feedback !