#PADD037: É Halloween!

Postado por em out 31, 2014 em Podcast | 18 Comentários

PADD037: É Halloween!

Tá no ar! No dia 31 de Outubro, além de ser o Dia da Reforma Protestante, também é o Halloween! Por isso, EddieTheDrummer e Rafael Bottega recebem o convidado Alexandre Milhoranza (do Milhoranza.com e BiboTalk) para falar do relacionamento do Cristão com essa festa.

Deixe seu feedback nos comentários. É muito importante para nós!

Dê o play!

Para ouvir, clique no player acima ou clique em Download para baixar (caso não inicie o download, clique com o botão direito e clique em “Salvar link como”). Você também pode escutar em uma janela 😉


Neste episódio:

Conheça a origem do Halloween.
Descubra as vertentes do Halloween.
Saiba se o Cristão pode participar do Halloween.


Links comentados:

Cristianismo Pagão, de Frank Viola
PADD011: A Reforma Protestante


Área de Feedbacks

PADD Indica!

OsCabraCast 11 – Redirecionando a cosmovisão cristã em um mundo pós-moderno


Assine o Feed do nosso podcast!

RSS Podcast Pelo Amor de Deus (http://www.peloamordedeus.org.br/feed/podcast/)
Assine no iTunes (http://www.peloamordedeus.org.br/itunes/)
Estamos também no YouTuner, Podflix e Podfy


Acompanhe nas rede sociais!

Facebook – https://facebook.com/OficialPADD
Twitter – Siga @_padd


  • Muito bom o episódio. Bastante explicativo e esclarecedor. Com relação as celebrações populares nas igrejas, eu penso que o que falta de fato é capacitação intelectual para realizar coisas legais e atraentes sem ter que copiar modelos dos outros. Uma igreja e um povo que diz ter o Espírito Santo de Deus em sua vida tem inspiração suficiente para criar algo novo e surpreendente sem perder a centralidade de Jesus. Por exemplo: aqui em Ponta Grossa, PR, nós fazemos um evento que sempre acontece em novembro, que este ano vai para a quarta edição, chamado Rock com Pastel. É um festival que reúne bandas cristãs (protestantes e católicas) e bandas não cristãs, não tem objetivo de evangelizar, mas é feito para ajudar alguma organização e se divertir. Mas mesmo sem ter um apelo cristão já rendeu frutos pois as pessoas que vão acabam percebendo Cristo em nossas vidas de uma maneira bacana e querem saber mais sobre nosso modo de vida. Curto Bride pra caramba. Grande abraço.

    • Muito obrigado pelo teu feedback Luis. Curti a ideia do Rock com Pastel. Como funciona o esquema de bebida alcoólica? Vendem ou não (é que já pensei em algo semelhante).

      Abraço

      • Não vendemos. E o pessoal respeita na boa. Bebem do lado de fora sem a gente falar nada. No RCP do ano passado os Punks estavam na calçada eu fui chamá-los para dentro e eles responderam que iriam entrar depois, pois estavam bebendo e não queriam desrespeitar o local. Achei sensacional! Outro dia destes um deles me parou no centro perguntando sobre nossa igreja e tal. Os frutos começam a aparecer.

  • Episódio sensacional! Muito esclarecedor sobre esta festa que tem tentado se popularizar no Brasil! Quanto a integração com a cultura local, acho que isto deve ser estimulado. Temos vito um processo de desaculturação e homogeneização cultural que me preocupa, porque deixamos de ser interessante para as pessoas do nosso entorno. Na igreja vivemos uma verdade única, mas não somos um único membro desse corpo. Sem a diversidade cultural não vejo como teríamos unidade. O sertanejo precisa ser sertanejo mesmo na igreja, o gaúcho idem e por aí vai! O Bottega foi brilhante! O Milho nem precisa falar! Um abraço!

  • Fala povo

    Ouvindo aqui o comentário do Bottega onde ele disse “não sei até onde isso é válido” 35:47min (de se aproveitar uma festa pagã para o evangelismo). Não sei se isso é estipular um limite, mas a festa mais cultural e pagã que o Brasil tem é o carnaval, no qual o próprio nome já diz tudo (Festa da carne) e mesmo assim, a igreja consegue se moldar para exercer o projeto evangelístico em frente aos sambódromos como eu já fiz diversas vezes. Isso entra muito no que o Milho disse sobre manter Deus acima tudo.
    Conclusão: Sempre vai existir alguma mente para moldar eventos pagãs com cultura e cristianismo, mas nem todas essas mentes estão bem intencionadas.

    • Detalhe: não participamos da festa, apenas panfletamos e damos conselhos para algumas pessoas que estavam perdidas, LITERALMENTE, 90% das pessoas que paravam para ouvir a palavra, tinham se apostatado da fé.

    • Muito obrigado pelo teu Feedback Gabriel. Muito válida a tua observação.

  • Pingback: Go!Cast #008 - Cavaleiros do Zodiaco - Go!Cast()

  • Cacau Marques

    Fala galera. Bem legal o episódio. Tenho uma opinião bem parecida com a do Milho; acho que a comemoração em si não tem problema. Mas é importante entendemos que o halloween não é uma festa brasileira, lidamos com essa questão a muito pouco tempo e, para emitir uma opinião, seria interessante investigar como as igrejas do hemisfério norte tratam essa data. Será que consideram diabólica, ou aceitam como expressão cultural inofensiva?

    Numa busca rapidinha que fiz um tempo atrás descobri que nos EUA há sim uma certa resistência dos protestantes mais fundamentalistas com relação ao halloween, mas essa posição não é unânime. Encontrei depoimentos de pastores americanos bem conservadores, como o John Piper, dizendo que o “trick or treat” é apenas uma diversão e que é possível utilizar a data para, de alguns forma, ensinar as crianças sobre a graças de Deus.

    Segue vídeo do John Piper respondendo essa questão. A legenda está fora de sincronia, mas acho que dá pra entender: http://youtu.be/tCNuZ4vQfQg

    Abraço

  • Nossa mano! arretado o episódio meus queridos!!!
    “A igreja sempre se misturou com a cultura local” como o próprio msm fala…sensacional!
    Conversamos ontem numa gravação de podcast e falamos sobre a igreja se misturar com a cultura local, porém existe hoje uma igreja televisionada que tira essa característica fundamental da igreja local, isso é, a igreja do rio grande do sul eh idêntica a igreja no sertão como na forma de falar, na arquitetura da igreja, na forma de divulgar o evangelho, eles não respeitam a cultura local e de certa forma olham para o próprio umbigo e trocam Jesus por interesses próprios.
    grande abç!!!

    Heder Judson
    http://www.oscabracast.com.br

    • Muito obrigado pelo teu feedback Heder! É isso mesmo!

      Abraço

  • Muito obrigado Denys! Sempre presente na área de feedback =D

  • Muito obrigado pelo feedback Glória, uma honra ter a nova BTcaster comentando por aqui =D

    Ps: não entendi porque teu comentário foi considerado spam, mas já ativei os avisos, caso ocorra novamente. Pela 3ª vez, obrigado por avisar 🙂

  • Plinio de Andrade

    Olá pessoal … Muito bom o episódio. Não sabia essa origem do halloweew. Mas sou totalmente contra fazer ou participar dessa festa. Para começar, ela é uma tradição norte americana e não tem nada a ver conosco. Assim como o carnaval não tem nada a ver com eles… Ela é claramente uma festa de culto à bruxaria e coisas que se contrapõe a Cristo. Qual o sentido de se fazer uma festa de halloweew sem os elementos que a compõe? Penso que é muito perigoso se abrir para essas coisas … logo as pessoas começam a pensar que não é tão errado assim, participar de alguns pecados e tal … Por que não fazer apenas uma festa temática em outra data … Tipo comidas típicas de um pais ou região … isso sim é edificante …. grande abraço a todos e mais uma vez, parabéns pelo episódio …

    • Muito bom teu feedback Plinio. Muito obrigado!

      Sobre o carnaval, originalmente ele não é brasileiro. Também é uma festa “importada” hehehe

      Abraço