#PADD018: 2014… E agora?

Postado por em fev 7, 2014 em Podcast | 8 Comentários

2014... E agora?

Tá no ar! Aguardando o ano começar, EddieTheDrummer, Rafael Bottega e o nosso designer Jairo Arruda batem um papo sobre como colocar em prática as resoluções e metas para o ano de 2014.

Deixe seu feedback nos comentários. É muito importante para nós!

Dê o play!

Reproduzir

Para ouvir, clique no player acima ou clique em Download para baixar (caso não inicie o download, clique com o botão direito e clique em “Salvar link como”). Você também pode escutar em uma janela 😉


Neste episódio:

Saiba como não perder a motivação para atingir suas metas.
Conheça as boas resoluções/metas.
Entenda a diferença entre planejamento a longo prazo e a curto prazo.
Bônus: saiba algumas coisas sobre a origem do PADD.


Links comentados:

#PADD016: A Importância do Planejamento
HabitRPG
Antigo Grupo no Facebook do PADD
Post MVC – 15 conselhos para um ano realmente novo
Indicação da nova “Área de Feedbacks” -> Podfree #003 – Testemunhas de Jeová (Alerta Crucial)


Assine o Feed do nosso podcast!

RSS Podcast Pelo Amor de Deus (http://www.peloamordedeus.org.br/feed/podcast/)
Assine no iTunes (http://www.peloamordedeus.org.br/itunes/)
Estamos também no YouTuner, TuneInPodflix e Podfy


Acompanhe nas rede sociais!

Facebook – https://facebook.com/OficialPADD
Twitter – Siga @_padd


  • Edson Romanatto

    Valeu muito apena escutar, pois agora pude entender o motivo por varias coisas na minha vida, o porque eu nunca as terminava e também me sentia desanimado, pois não havia planejamento e nem motivação e mais importante nada daquilo era para Deus e eu nem se quer buscava imaginar se era isso que Deus queria para mim. Obrigado ^^

    • Muito bom seu testemunho Edson! Que bom que agora tu tens uma outra visão, que a de colocar Deus em primeiro lugar 🙂
      Obrigado pelo teu feedback =D
      Abraço

  • Pedro Angella

    Fala discípulos do PADD! 😉
    Curti muito o episódio! E tenho algumas opiniões sobre as metas de ano novo…
    Eu era da mesma posição que o Eduardo: pra quê planejar algo no início do ano, se tenho o ano todo pra fazer planejamento?
    Mas acabei mudando um pouco de posição.
    Pra mim e pro Eddie, pode ser tranquilo fazer planos em datas não-cabalísticas. Mas: 1) Pode ser desculpa pra não planejar, e consequentemente, não frustrar-se com o não-cumprimento do plano; e 2) existem pessoas de todo tipo, e pode ser que funcione com alguém o método de início de … (mês, ano, década).
    No entanto, é muito bom que haja planejamento anual. Toda nossa vida (trabalho, família, igreja, viagens) é regida pelo ANO. Porque não aproveitar esse ciclo cabalístico pra renovar as coisas? Eu mesmo já fiz planos de eSmagrecer em início de ano e não deu certo; mas por conta de problemas de saúde, tive que emagrecer e comecei um regime em Setembro/2013. Hoje, com 17kg a menos, vejo que a motivação é o que mais importa; se o ciclo cabalístico ajudar, que seja um impulso!
    E pra esse ano, meus planos mudaram: não criei metas quantitativas (perder 5kg, aumento de 300% no salário, etc.), mas metas qualitativas! Aumentar o tempo de qualidade com a família, melhorar a comunhão com os irmãos na igreja, etc.

    Continuem com o bom trabalho! Fiquem na paz!

    Pedro – No Barquinho

    (PS: Se for lido no podcast, essa parte não precisa ir ao ar. Na meia hora final do podcast, antes ainda da leitura de emails, a música de fundo estava um pouco alta, e foi difícil prestar atenção / entender o que estavam falando.)

    • Obrigado pelo feedback Pedro!
      Concordo totalmente contigo. Cada pessoa é uma pessoa. Como tu comentou, pra mim é fácil pois já sou “organizado”, então tenho facilidade para planejar.
      Mas, principalmente, teu primeiro ponto foi muito bem colocado. Isso pode ser uma desculpa para não fazer nada. E realmente, como várias pessoas planejam juntas nesses tipos de data, pode servir como motivação. Não tinha pensado nisso. Bem pensado.

      EddieTheDrummer

      Ps: sim brother, percebi depois de re-escutar ao postar. Não só a meia hora final como também algumas partes do Rafael Bottega ficaram baixas. Houveram alguns imprevistos nesse meio tempo, mas é pra ficar pronto hoje o novo áudio para trocarmos o arquivo. Aprendemos mais uma lição com essa: sempre revisar por completo o áudio pronto com um fone de ouvido. Te agradeço por avisar.

      • Pedro Angella

        A gente passou a fazer isso também depois que vários áudios saíam com problemas… Valeu bro!

  • Marcio Moreira

    Cara eu tenho um problema sério com planejamento… tenho maior fama de metódico, mas sou muito preguiçoso na hora de botar no papel as minhas metas, e isso é importante!

    Aprendi em um curso que fiz a pouco tempo, que nossas metas elas precisam ser específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo.

    Um bom exemplo é o que testaram uma vez pra aplicar em olimpíadas, substituindo o sarrafo do salto em altura por sensores e adivinhem… caíram os desempenhos. Sabem porque? Pq os atletas não viam a meta (que antes era representada pelo sarrafo) por isso ser tão importante definir bem as metas, como foi falado, e deixá-las visíveis, como por escrito…

    Gostei do episódio, estou conhecendo vocês agora, e está valendo a pena.

    Forte abraço…

    Marcio Moreira
    manacommanteiga.com.br

    • Obrigado pelo feedback Marcio! É um prazer te receber aqui =D

      Quanto ao teu comentário, acho que tu falou tudo e resumiu na frase: “nossas metas elas precisam ser específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo.” Acho que sem esses pontos, não existe motivação que nos faça ir adiante. Tenho muita dificuldade de começar algo (e me motivar) quando a meta não parece ser alcançável. É frustrante.

      Abraço, e novamente, obrigado pela visita 😉
      EddieTheDrummer

    • Jairo Arruda

      Curti o name do projeto de vocês e todo o “design” do Maná bem manteigado uhulll! Parabéns e vou dar uma olhada no conteúdo… mas sou sempre primeiramente atraído pelos olhos! haha