Os que confiam no Senhor

Postado por em fev 5, 2014 em Blog | 4 Comentários

Os que confiam no Senhor

E aí queridos, tudo certinho?

No post de hoje, gostaria de compartilhar com vocês mais uma das minhas descobertas recentes, em uma ação corriqueira do meu dia-a-dia, que se desmembrou na escolha de uma exaltação (músicas de adoração que tocamos no grupo célula) que eu fiz há algum um tempo.

Costumo pensar alto – vulgo falar sozinho (a) – e entre esses “pensamentos” estão inevitáveis reclamações e insatisfações, sendo estas, com terceiros ou comigo mesmo. O que eu demorei a me dar conta é que, mesmo involuntariamente (na maioria dos casos), tudo transcorre em nossa vida de modo muito natural.

Algumas vezes, por instantes intermináveis me vi perguntando o porquê das coisas que aconteciam comigo, mesmo que seja habitual de todos nós, se não, da grande maioria fazer isso. Por vezes, não entendia e acreditava que o melhor remédio era gritar meu descontentamento aos 4 ventos, vendo que o que eu planejava para a minha vida quase nunca dava certo.

Nesse processo de mudança venho aprendendo a ser menos ansiosa, e conto com uma amiga que dentro de seis meses tornou-se minha companheira inseparável: a Bíblia. Um dia desses, folheando Salmos, mais precisamente o Salmo 125, que diz:

“1 Os que confiam no SENHOR são como o monte de Sião, que não pode se abalar, mas permanece para sempre.
2 Como os montes cercam Jerusalém, assim o SENHOR protege o seu povo, desde agora e para sempre.
3 O cetro dos ímpios não prevalecerá sobre a terra dada aos justos; se assim fosse, até os justos praticariam a injustiça.
4 SENHOR, trata com bondade os que fazem o bem, os que têm coração íntegro.
5 Mas aos que se desviam por caminhos tortuosos, o SENHOR infligirá o castigo dado aos malfeitores. Haja paz em Israel!Salmos 125 (NVI)

Focando nos versículos 1 e 2 principalmente, eis uma possível resposta que se relevou de forma inesperada. Ela corresponde as minhas indagações passadas, presentes e possivelmente futuras também. Deus está em TODO o lugar o tempo INTEIRO.

Me dei conta nesse momento que tudo tem uma razão, um propósito maior que certamente vem dEle. Um filme passou pela minha mente e nitidamente entendi que para sermos o que somos hoje foi necessário passarmos pelas coisas as quais passamos (boas e ruins).

É incomum, mas, essas poucas linhas do Salmo 125 me trouxeram uma sensação de tranquilidade e de proteção sem tamanho. Essa proteção provém da confiança que depositamos no Nosso Senhor!

Sobre Laís Spagnollo

Numa busca constante por Ele!

  • Rafael Bottega

    Muito bom o texto, ter essa certeza, que a nossa confiança nunca será abalada, pois Deus é fiel, me tranquiliza diariamente.

    Sei que posso tirar minhas cargas dos meus ombros e agarrar a de Cristo que é leve, pois:

    “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.
    Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas.
    Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

    Mateus 11:28-30

    • Laís Spagnollo

      Obrigada Bottega! Escrevi esse texto pensando justamente na proteção que provém da confiança que depositamos nEle.

    • Jairo Arruda

      Muito bom o post Laís!

      E realmente Bottega, confiança em Deus é um antídoto de tranquilizante diário e ainda mais quando entendemos sobre o que é realmente o “jugo” e o fardo que Jesus nos ajuda a levar e que você completou…

      Perfeito!
      🙂

  • Não consigo pensar no título do texto sem lembrar de

    “Cale-se diante dEle a terra
    Dobre os joelhos, ergam as mãos
    Pois o Senhor é Deus
    O Senhor é rei dos povos”

    =P