Meu oleiro favorito

Postado por em dez 9, 2014 em Blog | 2 Comentários

Meu oleiro favorito

Mexe pra lá, mexe pra cá.

Revira, amassa, aperta, tira uma pedra daqui e um caco de vidro acolá.

Não estou feliz com isso.

Já me perguntei tantas vezes: onde está aquele paraíso?

Tens um sopro para mim em todas as vezes que estou prestes a recuar;

Infinito em amor e cuidado, jamais permites que eu sinta dor sem me remediar.

Reconheço que a dor me molda e me prepara;

Que nenhum sofrimento é sem propósito para Ti.

Mexe pra lá, mexe pra cá.

Revira, amassa, aperta, sinto vontade de gritar:

– Assopra que dói menos, Papai!

– Ah, filha… o Sopro é a melhor parte!

Mexe pra lá, mexe pra cá.

Revira, amassa, aperta, e enquanto assopras com o Teu ar;

Me controlo, engulo o choro e já estou pronta para recomeçar.


Segredo do dia: acho que sou a filha mais emburrada que Deus tem! No meu molde, no barro que me formou, trouxe do caminho sujeira, pedregulhos e espinhos. Ele, tão cuidadoso, tão paciente, está tirando um por um. Quando não suporto a dor de ser amassada, revirada, transformada, Ele me lembra da esperança de ser vaso perfeito, vaso de honra, vaso equilibradamente bonito. Como Ele sonhou!

Desafio do dia: Vamos tentar parar de reclamar essa semana? Mesmo que ontem você não tenha começado a semana bem, recomece comigo. Deixe Ele te revirar, te bagunçar, te moldar! Apertar dói, e Ele é cheio dos beliscões. Mas vale a pena quando o mesmo Pai que corrige também é o que assopra para não doer. Viva no Sopro de Vida que te faz descansar e renascer todos os dias. Se você acordou hoje, foi porque Ele soprou mais uma vez.

Sobre Andressa Rosa

Se fosse definir uma menina cheia de sonhos, louca por Jesus e pelo poder que está no nome dEle... Se fosse definir a filha, a estudante de comunicação social, a atriz de alma e formação, que tem seu casamento planejado desde os 7 anos de idade... Se fosse definir o mundo dos "talvez" e das certezas, uma pequena biografia não seria o bastante. Então me chame de Dede. E vem conversar comigo!

  • Marcus Vinicius

    Nossa amor, que palavras lindas, elas me fizeram lembrar de algumas pedras que foram tiradas do meu barro. Todas as vezes que eu terminava um processo de modelagem eu me sentia mais forte do que nunca e nem ne lembrava de como foi doloroso, só conseguia olhar o resultado e glorificar o Papai…

    • Andressa Rosa

      É verdade… Pensar no resultado nos faz descansar durante o processo. Incrível! ♥