Imersa

Postado por em out 13, 2015 em Blog | 3 Comentários

Imersão

Sinto-me imersa da cabeça aos pés.

Fecho os meus olhos e lá está Você, meu amado.

Esse fio que nos liga não se rompe mais, não é mesmo?

Agora ele é vermelho.

Entendo enfim porque a cor do amor é vermelho.

Porque o amor é Teu!

No começo, me pego sem jeito, não consigo Te olhar…

Você é tão bom e eu tão frágil, tão pequena a ponto de me deixar levar pela maré.

Mas agora entendo porque me trouxe até o fundo, porque permitiu que eu estivesse debaixo das águas sem ao menos conseguir respirar: porque queria me encontrar.

Quando fechei meus olhos e vi aquelas mãos tão fáceis de reconhecer, já não pensei mais em mim.

Só queria continuar imersa, porque nem imaginava quanto tempo teria ao Teu lado.

Tenho tanto a Te falar!

Tenho que Te pedir perdão por ser tão egoísta às vezes.

Eu sei que Você quer me acompanhar no caminho do trabalho e quase nunca te dou atenção.

Na minha inquietude, eu sei que me quer por inteira.

Por isso, hoje parei tudo para Te ouvir.

É pouco… Eu sei!

Mas parei tudo para Te ouvir.

Porque tudo o que eu tenho a falar, já sabes; mas o que tens a me dizer é o presente mais precioso de todos.

E o presente eterno, a herança chegada é a mansidão da Tua voz.

Está vendo o fio vermelho?

Por isso ele não se rompeu.

Porque eu sou sua.

E Você é meu!


Segredo da semana: na semana das crianças, olhei escritos antigos e esse texto foi o primeiro que escrevi desde que comecei a reconhecer a voz de Deus entre meus dedos. Tudo tão diferente, mas na verdade aqui dentro nada mudou. Ainda sou uma criança imersa observando os corações (in) visíveis por onde passo. Ainda continuo correndo como adulta e sonhando como criança. Ainda continuo acreditando na ligação humana com Deus, em quão atencioso Ele é e quão distraídos nós podemos ser quando deixamos a rotina nos engolir.

Desafio da semana: Deus te quer por inteiro(a). E quando digo inteiro(a), é literalmente! Por isso te desafio a se entregar de forma disciplinada, coerente e intensa. Hoje, eu O convidei para trabalhar comigo. Tomamos café da manhã juntos, e Ele me acompanhou até meu destino. Estamos juntos e juntos ficaremos até o fim do dia. Até o fim dos dias. Até que não exista mais noite! Será que é possível ter uma espiritualidade saudável no meio de tanta informação? Eu acredito que sim! Vamos concluir juntos essa missão?

Sobre Andressa Rosa

Se fosse definir uma menina cheia de sonhos, louca por Jesus e pelo poder que está no nome dEle... Se fosse definir a filha, a estudante de comunicação social, a atriz de alma e formação, que tem seu casamento planejado desde os 7 anos de idade... Se fosse definir o mundo dos "talvez" e das certezas, uma pequena biografia não seria o bastante. Então me chame de Dede. E vem conversar comigo!

  • Marlon Vieira

    Daqueles seus textos em que mergulhamos e nos fazem refletir. Que texto Dessa