Graças à Ti

Postado por em set 24, 2014 em Blog | 2 Comentários

Graças à Ti

O mês de Setembro nunca teve um significado tão especial pra mim quanto nesse ano. Essa semana fez um ano que aceitei Cristo na minha vida verdadeiramente. Nasci em lar Católico e essa “educação religiosa” me permitiu conhecer desde cedo a vida dEle e tudo de bom que Ele fez (e continua fazendo) por nós. Porém, até então, nunca havia me passado pela cabeça aceita-Lo como senhor e salvador da minha vida.

Sempre ouvi falar que Deus era um cara superior, que estava acima de tudo e todos, mas, acreditava que Ele poderia ser uma pedra, uma árvore, enfim, qualquer coisa. E foi então que, por volta de Julho de 2013, tomei uma decisão que mudou minha vida completamente: ser íntima desse cara que me falavam desde que eu me entendo por gente. Foi uma decisão difícil a ser tomada, por medo da não aceitação dos meus pais, por receio do próprio preconceito que eu tinha e por outros inúmeros motivos.

Hoje, aproximadamente um ano depois, vejo que foi a decisão mais sábia que eu tomei ao longo dos meus 21 anos. É uma escolha singular; exigiu algumas mudanças (principalmente a forma que tu passa a olhar tudo ao teu redor); fiquei muito mais auto crítica, passei a me policiar infinitamente mais. E, mesmo com todas essas (e muitas outras) espécies de consequências, olhar pra trás e ver a importância dessa escolha me deixa extremamente contente.

É meu primeiro aninho e realmente me sinto assim, um bebê nessa caminhada que é infinita. Precisava comemorar esse aniversário contigo que tem me acompanhado ao longo desses meses.

E por fim, se por algum motivo tu ainda está em dúvida se deve ou não aceita-Lo, se me permitir te dar um conselho: ACEITA! O caminho não é fácil, mas é edificante e recompensador.

Sobre Laís Spagnollo

Numa busca constante por Ele!

  • Andressa Rosa

    Parabééééns Laís! Que lindo, foi seu primeiro aniversário!
    Meu desejo hoje é que você cresça e amadureça muito na caminhada com Cristo! 🙂

  • Sofia Sebben

    que lindo isso Laisssss! O caminho é estreito e longo, mas certamente compensa o fato de poder encontrar Jesus no outro lado da ponte 😀