Deixando o “EU” de lado

Postado por em dez 19, 2013 em Blog | Sem Comentários

Deixando o EU de lado

 

“3 Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. 4 Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros.” – Filipenses 2:3-4 NVI

Paulo escreveu essa carta para a igreja de Filipos, fundada por ele em sua segunda viagem missionária. Ele escreveu da cela de uma prisão; e, apesar de ter perdido todas as coisas que o mundo considera como valiosas, ele permanecia alegre e otimista.

Neste texto, Paulo fala aos Filipenses servirem bem uns aos outros, deixando seus próprios desejos pelo bem comum de todos, eles teriam que aprender a ser desprendidos. Muitos reinos tinham caído por causa do egoísmo e da ganância. Jesus Cristo veio como um servo, e serviu a toda a humanidade vivendo sem pecado e morrendo numa cruz. Se Jesus pode humilhar-se para descer do céu e servir os homens, o povo de Filipos também poderia humilhar-se para descer de seu orgulho e servir os outros.

Jesus nos ensina a nos importarmos uns com os outros.

Como cristãos nós temos a obrigação de nos preocuparmos com o nosso próximo.

Temos que nos preocupar com os outros humildemente.

Vivemos em um mundo de egoísmo e egocentrismo. Egoísmo porque as pessoas só pensam em si mesmas e egocentrismo porque querem que tudo as agrade e que todos a elas se submetam.

Egoísmo e egocentrismo não é nada mais nada menos do que a diminuição do domínio do Espírito Santo em nossas vidas através de um viver que despreza os valores bíblicos e exalta a vontade própria. O egoísmo aos poucos dá lugar ao egocentrismo. Por se julgarem melhores e estarem sempre corretos, logo esperam que todos ao seu redor concordem com suas ideias. Esperam que suas palavras sejam consideradas sempre com maior atenção e apreço. No entanto a vaidade é alimentada pela carnalidade, assim colocando Jesus Cristo em segundo plano.

A humildade é preciosa aos olhos de Deus, pois ela conserva a alma na tranquilidade e no contentamento, mesmo em meio às dificuldades diárias, gerando a paciência e resignação nos momentos mais difíceis possíveis.

Pode-se defini-la como “um sentimento que leva a pessoa a reconhecer suas próprias limitações; modéstia; ausência de orgulho”.

A humildade é um sentimento de extrema importância no coração do homem que procura se santificar, na realidade, sem esta evidência do caráter de Cristo, é impossível servir integralmente a Deus.

Portanto a humildade é um sentimento que deve tomar todo o nosso ser, fazendo-nos reconhecer que nada somos e que tudo que fazemos é para a exclusiva honra e glória do senhor Deus.

“A proposta de vida do Reino de Deus é diariamente oposta à do mundo.”

Jesus viveu para ensinar os discípulos a serem servos uns dos outros. Servir é ajudar os que necessitam de auxílio. O serviço cristão brota do amor genuíno por Jesus e do amor e da preocupação por aqueles que Ele nos dá a oportunidade de ajudar assim como a orientação para fazê-lo. O amor é mais do que um sentimento; quando amamos alguém, queremos ajudá-lo. Todos nós devemos estar dispostos a servir, não importando qual seja a nossa renda, idade, condição de saúde ou posição social.

Jesus abre mão de ser servido, opta pela humildade, pela doação incondicional ao outro. E uma nova realidade somente será possível na medida em que cada pessoa repensar seus valores, suas prioridades, seu jeito de servir e de se relacionar com as pessoas que a cercam.

Pensar no próximo deve ser uma das nossas metas de vida. O ativismo e a correria do dia a dia tem tornado as pessoas insensíveis e egoístas, pensando sempre em sim mesmas. Servir não é tarefa somente de alguns. Toda pessoa é chamada a desempenhar algum serviço em favor do seu próximo.

Serviço significa sair de si mesmo, estar livre de ansiedade acerca de si mesmo, estar livre para os outros; ou seja, servir não pode ser considerado uma escravidão, mas sim, um convite que Deus nos faz com o propósito de dar continuidade à sua obra.

Todo serviço que fazemos é importante, não existe um que seja desprezado ou mais valorizado que o outro, pois o que importa é o amor. Quando servimos àqueles que estão ao nosso redor estamos servindo a Deus.

Dedicar-se é fundamental. Dedicar-se integralmente, ou investir boa parte do nosso tempo, no cuidado do próximo, deve ser um de nossos lemas de vida cristã. Devemos, a cada dia, ser impulsionados pela vontade de servir e de demonstrar amor pelo próximo; devemos ser pessoas que contribuem para melhorar a vida de outros.

Pensar naqueles que precisam da nossa ajuda e servi-los não é só uma obrigação, mas uma questão de obediência a um dos mandamentos de Deus que é o de amar o nosso próximo como a nós mesmos.

Martinho Lutero era cristão e foi um dos grandes reformadores da igreja, no qual, dedicava seu tempo e sua vida a ensinar teologia. Ao longo de sua caminhada citou uma frase que por si só fala da importância de servirmos ao próximo:

“Nenhuma árvore produz para o seu consumo próprio. Tudo quanto há na vontade de Deus se dá em favor dos outros. Somente Satanás e os homens sob a influência do maligno é que buscam o proveito próprio”.

Será que nós temos servido ao próximo como Jesus nos ensinou? Ou temos apenas produzido para o nosso próprio consumo? Temos nos dedicado ao máximo e com amor naquilo que fazemos para Deus e para as pessoas? Que Deus possa nos iluminar e nos fortalecer ao longo desta caminha com Ele. Que possamos nos espelhar naquEle que realmente é o exemplo, Jesus Cristo!

PS: I love you and Christ too!
Rafaela Zimieski

 

Sobre Rafaela Zimieski

Uma criança humorada, uma menina amada e uma mulher demasiadamente apaixonada por Cristo.