Cosmovisão

Postado por em jul 2, 2015 em Blog | 4 Comentários

Cosmovisão

“[…] o mistério que esteve oculto durante épocas e gerações, mas que agora foi manifestado a seus santos.” – Colossenses 1:26 (NVI)

O mistério é Cristo. Algo que estava oculto aos olhos dos antigos, hoje já é manifestado aos santos: Jesus Cristo é o Filho de Deus. Não entendemos a riqueza dessa verdade, quando desprezamos a visão de quem Cristo é. Há muito por trás da Sua verdade, da consciência de ter Cristo como Senhor e Salvador. Ele é o Rei; nós, os servos.

O livro que inspirou essa série se chama “Fundamentos Inabaláveis”, dos escritores Norman Geisler e Peter Bocchino. Para quem quiser se aprofundar bastante nos assuntos aqui abordados, aconselho a leitura dessa incrível obra. O capítulo 3 do livro trata com detalhes das cosmovisões. É importante entendermos esse conceito à luz da Palavra de Deus.

Segundo Geisler e Bocchino, a cosmovisão é “análoga à lente intelectual através da qual as pessoas vêem a realidade”. A palavra cosmovisão significa, em sua etimologia, algo como “visão do mundo” (cosmo – mundo). Em suma, é a forma (ou visão) de como as pessoas enxergam o mundo ou a vida ao seu redor. Um exemplo clássico é o nosso texto anterior, onde eu afirmei que a verdade é absoluta. Esse conceito faz parte da minha cosmovisão, ou seja, da forma como eu enxergo o mundo e a realidade. Ela está atrelada à filosofia, na tentativa de explicar os fatos da realidade. E a essa altura você pode estar se perguntando: “Ok, mas e por que a cosmovisão é importante para o Cristão?”. Vamos lá.

Uma visão criteriosa da realidade é algo que todo ser consciente e inteligente deve ter. Isso não significa que você deve ser um filósofo, teólogo ou qualquer-ólogo para descrever sua visão do mundo. É importante, especialmente para o Cristão, saber defender seu ponto de vista, sua crença e a forma como o mundo é visto pela lente do Cristianismo. Vejamos algumas passagens que exemplificam isso:

“Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.” – 1 Pedro 3:15 (NVI, grifo meu)

“Por essa razão, desde o dia em que o ouvimos, não deixamos de orar por vocês e de pedir que sejam cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. E isso para que vocês vivam de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus […]” – Colossenses 1.9-10 (NVI, grifo meu)

Paulo deixa muito claro que devemos ser cheios do pleno conhecimento, com sabedoria e entendimento espiritual. Pedro nos alerta a estarmos sempre preparados para falar da razão da nossa esperança. Em termos mais modernos, eles simplesmente quiseram dizer que temos que estar prontos para falar a respeito da nossa cosmovisão.

Estamos, portanto, respaldados pela Palavra de Deus para expressarmos nossa visão do mundo a quem nos pedir. E é tão importante ter essa lente limpa e visível, sem ranhuras, riscos, sujeira, que o contrário pode ser catastrófico. Por não entender a visão Cristã (bíblica) do mundo, muitos Cristãos se veem perdidos e são levados por todo tipo de vento de doutrina, como declara Paulo em sua carta (Ef 4.14). Especialmente na nossa geração, inundada por informação e desinformação, perseguição religiosa, falsos mestres, precisamos entender de uma vez por todas como enxergar a realidade.

E qual é a cosmovisão Cristã, afinal? É claro que há muitas sub-visões dentro do mundo evangélico. Alguns acreditam em determinados pontos que outros não. Existem alguns primeiros princípios ou fundamentos inabaláveis que devem se estender a todo o Cristão que professa fé genuína em Cristo. Sem alguns pontos essencias na nossa lente, embora com divergências de doutrinas, podemos estar vivendo um Cristianismo falacioso.

Nos próximos textos da série, iremos explorar em detalhes os pontos-chave da cosmovisão Cristã. Abordaremos alguns temas que são essenciais para que o Cristão esteja preparado e cheio do pleno conhecimento. Entraremos em detalhes a respeito dos assuntos que não são fundamentais e explicaremos por quê. Por ora, vamos listar alguns dos fundamentos que devem ser respeitados por todo Cristão genuíno, sendo amplamente respaldados pela Palavra de Deus. Abaixo, uma lista dos principais fundamentos, baseado no livro de Geisler:

  1. Deus – é um só, pessoal, moral, infinito em todos os seus atributos;
  2. Universo – foi criado e é finito;
  3. Humanidade – criaturas de Deus, essencialmente pecadoras, más em sua natureza;
  4. Mal – é a privação ou imperfeição causada pela escolha;
  5. Ética – os princípios éticos se baseiam na natureza de Deus e são absolutos.
  6. Jesus – é o Filho de Deus e, através dEle e dEle somente, podemos ser salvos por Deus.
  • Kamila Ferreira

    Acompanhando e curtindo muito! Soli Deo Gloria! 😀