Caminhando com Ester (1)

Postado por em set 7, 2016 em Blog | Um Comentário

Caminhando com Ester (1)

Estive por um tempo lendo e refletindo sobre a história de Ester que de fato é reconhecida por sua valência a sabedoria. Por este motivo, farei uma série com várias reflexões e irei compartilhar algumas conclusões que tirei desse livro da Bíblia, e como podemos aplicar algumas medidas em nossas vidas.

Nesse primeiro momento gostaria de dar um panorama geral da história que antecipa a “rainha Ester”.

Ester era judia e órfã e vivia na Pérsia com seu primo Mordecai que trabalhava no palácio do rei da Pérsia. Como o rei era uma das pessoas mais influentes da região, ele ocasionalmente preparava festas para os príncipes e governantes. Numa determinada festa, o rei Assuero mandou chamar a rainha Vasti. Porém ela se rebelou e não foi à presença do rei. Consequentemente, ele ficou tão chateado que a mandou embora e decidiu procurar por uma nova rainha. Assim, ele designou aos seus funcionários que lhe apresentassem as moças virgens e mais belas da região para que ele escolhesse a que mais lhe agradasse. Podemos já deduzir que Ester foi uma das mulheres que chamou mais a atenção dos funcionários do rei, que a levaram para participar da seleção.

Quer saber o resto da história? Vamos abordar neste post a primeira reflexão.

1: “1 ano de Ester”

“Antes de qualquer daquelas moças apresentar-se ao rei Xerxes, devia completar doze meses de tratamento de beleza prescritos para as mulheres, seis meses com óleo de mirra e seis meses com perfumes e cosméticos.” – Ester 2:12 (NVI)

Seguindo essa linha de raciocínio, concluímos que Ester chegou ao palácio e estava pronta para fazer parte da seleção de quem seria a nova Rainha. Porém, toda seleção tem como intuito escolher a melhor, portanto, a regra era a seguinte: todas as meninas tinham que se preparar durante um ano inteiro antes de se apresentar ao Rei. 365 dias totalmente dedicados ao cuidado físico para embelezamento e ornamentação só para encontrar o rei.

Eu fico pensando “Nossa, ela teve que passar todo esse tempo se aprontando e se enfeitando para ter alguns momentos com o Rei. Isso sim é esforço, dedicação e paciência!”. Metáforas à parte, Ester não foi e não será a única que precisou passar por esse um ano de preparação.

Onde quero chegar com isso? Muitas vezes em nossas vidas, Deus pode nos levar a um processo de preparação para algo que, futuramente, Ele tem preparado para nós. O preparo de Ester foi ‘físico’, mas Deus pode determinar um tempo de preparação para nós que possivelmente não será físico, mas­ poderá ser mental ou/e espiritual. Até chegarmos onde Deus quer que estejamos, talvez precisemos passar por “1 ano de Ester”.

As razões são inúmeras e Deus certamente as conhece. Pode ser que para você crescer espiritualmente ao nível que deseja tanto estar, Deus lhe coloque numa situação difícil para fortalecer a sua fé. Quem sabe você tenha que passar por algum vale ou suportar uma perda para depender de Deus. Pode ser que para encontrar seu ‘príncipe encantado’ ou ‘princesa dos sonhos’, você tenha que esperar muitos e muitos anos. Pode ser que para conseguir um trabalho, tenha que estudar muito ou até receber muitos “nãos”.

Em suma, não sei se você está passando por um tempo de preparo neste exato momento, mas sei que Deus tem um plano com isso. Talvez naquele ano, Ester não estava entendendo o que estava acontecendo e o porquê daquilo, mas evidentemente, tudo se tornou claro depois.

Deus quer nos amadurecer e nos moldar, Ele quer nos preparar para os seus propósitos. Os períodos de espera nunca são fáceis, mas Deus prometeu que estaria sempre conosco e que seu propósito se cumpriria na nossa vida. Por mais que tivéssemos que passar por momentos de espera, de dúvidas, de tensão ou de desânimo. Ester passou por este período e Deus lhe abençoou. Como você irá reagir em relação ao próximo período de preparo que Deus tem para você?

Um forte abraço e até o próximo post!

Sobre Sofia Sebben

Apaixonada por Jesus, risonha, tímida, feliz, sonhadora, amo viajar e cantar.