As Palavras Têm Poder

Postado por em jan 20, 2014 em Blog | 2 Comentários

As Palavras Tem Poder

Estamos numa luta constante contra nossos pecados e esquecemos que por diversas vezes influenciamos o nosso próximo a pecar junto. Isso acontece a partir de nossas atitudes, palavras ou sentimentos que expressamos. As pessoas costumam usar a fofoca para se aproximar de outras pessoas, do modo que, se eu demonstro confiança na pessoa ela vai criar confiança em mim. Mas de que vale a confiança de alguém que fala das pessoas?

Existem três peneiras de Sócrates para identificar se algo deve ser dito. A primeira peneira é a verdade (você tem certeza de que o que vai contar é absolutamente verdadeiro?), a segunda é a bondade (o que você vai contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito?) e a terceira é a necessidade (você acha mesmo necessário contar esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa?). Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e fomentar a discórdia. Cuide do que espalha por aí. Qualquer coisa negativa que você falar estará levando o seu irmão a ter maus pensamentos.

Certa vez eu ouvi que não devo tratar um irmão por sua atitude e sim pela pessoa que ele é, então se eu o difamar por um ato eu estarei transformando a visão sobre ele de todas as pessoas. Com base nesses ensinamentos eu criei uma regrinha pra minha vida: se algo não vá influenciar de maneira positiva não compartilho, do mesmo modo quando compartilham algo comigo eu simplesmente ignoro o que possa fazer com que eu veja a pessoa de maneira pejorativa.

A pergunta é estamos realmente amando o nosso próximo ou estamos colocando sentimentos ruins dentro do coração dele e criando intrigas entre as pessoas?

Amar ao próximo é não fofocar.

Amar ao próximo é não compartilhar coisas negativas das outras pessoas.

Amar ao próximo é não induzi-lo ao erro.

Amar ao próximo é não provocar a ira.

Amar ao próximo é não guardar mágoas.

Amar ao próximo é não dar mais valor às atitudes ruins e esquecer as boas.

Se você realmente tem alguma mágoa de um irmão vá e resolva com ele; espalhar para as pessoas não resolverá o seu problema. E que tudo que saia das nossas bocas nos aproxime de Cristo.

Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.” – Efésios 4:29 (NVI)

Sobre Paloma Pena

Teimosa, intensa, super protetora, eterna criança, aprendiz de engraçada.

  • Jairo Arruda

    Perfeito post Paloma, muito edificante!

    Muitas vezes já conhecemos essas pessoas, outras vezes quantos de nós já fomos essas pessoas. Mas o que realmente precisamos entender é que cada um de nós precisa desesperadamente do perdão de Deus e de Sua graça santificadora e assim viver a plenitude da vida em Cristo, amando o próximo e sendo usado para edificar outras vidas!

  • Rafael Bottega

    Muito bom o post.
    Em todo o capítulo 14 de Romanos nos fala que não devemos ser pedras de tropeço para as pessoas.

    “Por isso, esforcemo-nos em promover tudo quanto conduz à paz e à edificação mútua.”
    Romanos 14:19

    Que consigamos seguir a isso.
    Abraço