Ansiedade

Postado por em jun 1, 2014 em Blog | Sem Comentários

ansiedade-02

“Ah! Época de provas, trabalho de conclusão, namorada, amigos, família, Igreja, Deus, projetos paralelos, trabalho, estudos, namorada, família, Igreja, Deus, trabalho de conclusão, …”

É mais ou menos assim que está minha cabeça. Enquanto eu oro, eu me esforço pra me desligar de tudo, mas aquele circuito elétrico que não funciona insiste em ficar na minha cabeça! Quando estou com minha namorada, é praticamente impossível não lembrar das outras mil coisas que tenho pra fazer. No trabalho, desejo que o tempo passe voando para voltar logo para casa e terminar as minhas tarefas. Durante as tarefas do TCC (trabalho de conclusão de curso), anseio por terminar essa e as demais atividades que tenho. Se eu pudesse expressar o quão turbulenta está minha mente, eu a assemelharia ao trânsito de Punta del Este, no Paraguai: sem rumo e sem organização!

Essa ansiedade que me corrói por dentro tem um motivo: TCC. Ok, ok. Digamos que seja verdade. Digamos que, de fato, a ansiedade é bem-vinda na minha vida e ela tem me ajudado em algo. Afinal, se é normal e aceitável, deve estar ajudando um bocado! Porém, a realidade é outra. Ontem mesmo, enquanto eu soldava uma placa de um circuito elétrico, por ansiedade de terminar rapidamente, acabei permitindo alguns curto-circuitos. O problema é que depois eu tive o trabalho redobrado para poder consertar! Pois é, acho que a ansiedade não é assim tão boa.

Tenho andado ansioso por muitas coisas. E parece impossível deixar de lado todo esse nervosismo e preocupação. Eu orei ao Senhor e pedi: “Não me permita ser tão ansioso, me ajuda nas minhas preocupações; lanço sobre ti minhas ansiedades”. Logo depois, afirmei que achava impossível não estar ansioso com a quantidade de tarefas que estavam diante de mim. Acho que eu não acreditei muito na minha oração, não foi?

Jesus declarou, após um belo ensinamento, que não deveríamos andar ansiosos (algumas traduções dizem preocupados) quanto à nossa vida:

“Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?” Mateus 6:25 (ARIB)

É claro que o contexto do qual Jesus tratava era diferente do que eu descrevi acima. No entanto, podemos entender que Cristo não nos quer ansiosos por coisa alguma. Em outra oportunidade, Paulo declarou:

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:6-7 (ARIB)

Ao ler essas passagens e entender o contexto em que elas se encontram, eu me dou conta de que, verdadeiramente, Deus quer minha paz. O mundo apresenta uma vida agitada e ansiosa para todos. Seja Cristão ou não. E é difícil não se adequar ao estilo desse mundo, à vida corrida e sem paz. Apesar de todas as nossas obrigações e responsabilidades, a maior delas ainda é a pregação do Evangelho. Embora essa seja uma imensa responsabilidade, o próprio Jesus nos ordenou a não andarmos ansiosos e preocupados. O apóstolo Paulo, que trabalhava arduamente pela pregação do Evangelho, também entendia que a ansiedade era algo desnecessário e que poderia atrapalhar a paz que excede todo o entendimento.

Oremos a Deus, para que Ele nos encha da Sua paz. Devemos aprender a cuidar do nosso coração e não permitir que as coisas passageiras se tornem maiores que as eternas. Que a ansiedade tome o seu lugar para que o amor e a paz do Senhor se revelem mais e mais em nossos corações.